Diálogo Interativo

Espaço para troca de ideias sobre diversos assuntos, com destaque para atualidades, comunicação, política, educação e relações humanas.

09 agosto, 2006

HH "no encalço de Alckmin"

O característico dedo em riste e as conhecidas frases de efeito marcaram a entrevista da candidata à Presidência pelo PSOL, senadora Heloísa Helena. Durante os 12 minutos da entrevista, ela praticamente não deixou o casal telejornal fazer perguntas. E também ficou numa saia justa por ter que admitir que se arrependeu de chamar o ministro de Relações Institucionais, Tarso Genro, pejorativamente de "empregadinho do presidente". Só que, para usar uma frase feitíssima, a emenda ficou pior que o soneto. "Não vou ficar batendo boca com ministro que se presta a ser moleque de recados do presidente". Coisa de quem não consegue segurar a língua dentro da boca.
Achei a senadora mais coerente que o ex-governador Alckmin, que deu entrevista anteontem no mesmo JN (leia post anterior). Falou sobre reforma agrária, disse que o socialismo é sua "convicção" e explicou a diferença entre programa partidário e programa de governo. HH tem feito caminhadas pelo Brasil, fazendo uma campanha simples e ganhando apoios por onde passa. Tende a tirar votos do PSDB, o que foi confirmado pelas duas pesquisas divulgadas ontem, da CNT/Sensus e do Datafolha, que apontam crescimento de HH e Lula e queda de Alckmin.
Hoje o JN recebe o candidato do PDT, senador Cristovam Buarque. Amanhã é a vez do presidente Lula, do PT.
Cautela. O jogo está sendo jogado, e ainda nem chegamos ao final do primeiro tempo.

3 Comments:

  • At 15:06, Anonymous Ronaldo Guimarães Gouvê a said…

    Prezado Jõão Flávio,

    A participação de Heloísa Helena é importante no debate política por várias razões. Primeiramente, porque faz o necessário discurso da esquerda terceiromundista tradicional, baseado na luta contra a imensa desigualdade econômica e social existente no Brasil. No passado, era o PT que fazia tal discurso. Hoje o PT virou essa coisa amorfa, sem uma definição clara de ideologia. Talvez seja melhor dizer que o PT apresenta hoje a ideologia do "faço qualquer coisa para me manter no poder", como também apresenta, por exemplo, o PFL (que é, contudo, historicamente mais autêntico!).
    Em segundo lugar, porque desejo ver a eleição chegar ao segundo turno (e a candidatura da HH tende a ajudar). Penso que ela deverá tirar votos do Lula, pela sua sincera defesa das lutas sociais. Espero, também, que a bandeira do Cristóvão do PDT, "revolução pela educação", possa sensibilizar parte dos eleitores não alienados.
    Para mim, o Lula ganhar no primeiro turno seria um deserviço para um país onde a democracia é ainda um tanto incipiente. Mas isso tem muita chance de acontecer, já que o brasileiro é, em geral, acomodado e um tanto averso à mudanças.
    Um grande abraço

    Ronaldo GG

     
  • At 16:56, Blogger Carmen said…

    João:

    Esse moço aí de cima disse que a Heloísa tende a tirar votos do Lula. Tende mesmo. Já tirou o meu há tempos. Eu admiro o Lula, admiro sua trajetória. Mas não poderia votar nele novamente. Outro dia fui obrigada a ouvir, durante uma festa, que meu voto era de protesto. Eu jamais faria isso. Estou votando por convicção.

    Beijo.

     
  • At 12:53, Blogger Carmen said…

    E Lula ontem? Não vai comentar?

    Confesso que mesmo não sendo eleitora dele lamentei aquele ato falho ao final da entrevista: "O que continua baixando é o salário"... infelizmente presidente-candidato não tem direito a ter inconsciente...

    Beijo.

     

Postar um comentário

<< Home