Diálogo Interativo

Espaço para troca de ideias sobre diversos assuntos, com destaque para atualidades, comunicação, política, educação e relações humanas.

08 março, 2007

Ah, vocês, mulheres...

É meio arriscado um homem escrever sobre o 8 de março. Tudo que um macho coloca no papel ou na tela pode ter uma carga, menor ou maior, de preconceito, discriminação, de lá no fundo todo homem achar que mulher tem é que esquentar a barriga no fogão e esfriar no tanque.

Eu não acho. Penso que mulher tem que fazer uma coisa: brilhar. Para si mesma, para os outros (e as outras), ter espaço pra fazer e ser o que quiser, escrever a História, ser sujeito e não objeto.

E eu tenho várias delas na minha vida, cada uma com sua cota de participação:
- Mãe: precisa falar mais?
- Irmã: corre atrás do que quer mas sempre vem pedir um conselho. Adoro!
- Filha: meu xodó. É e será a mulher mais linda do mundo!!!!!!!!!!!
- Futura esposa: a segunda mais linda. Apaixonada, já me deu várias provas de amor. Quando quer, vai atrás do sonho e só pára quando chega lá. Amo até perder o rumo!
- Futura sogra; pôs no mundo a minha futura esposa, é um exemplo de dedicação e de cuidado.
- Cunhada: empenhou-se em viabilizar minha aceitação junto a família da segunda mais linda.
- sobrinha: é uma lindeza só.
- minhas avós, que já foram: amo-as de paixão, especialmente por terem ajudado a cuidar de mim e por terem colocado meus pais no mundo. Uma delas nos mandou uma mensagem psicografada nesta semana.
- Algumas tias: foram forjadas no mesmo ventre que meus pais e, por isso, merecem minha reverência;
- Mãe dos meus filhos: mulher de fibra, independente, lutadora incansável. Não é porque nos divorciamos que mudei o que penso.
- Secretária: exemplo de competência.
- Santa Rita de Cássia: não sou exatamente devoto dela. Mas sua história e seu simbolismo me fazem admirá-la.

Parabéns a todas.

2 Comments:

  • At 17:40, Blogger Carmen said…

    Oi, João!!!

    Para te ser sincera eu encaro esse tal dia internacional da mulher como um acinte e não como uma homenagem. Porque se os direitos fundamentais das mulheres fossem garantidos e não vivêssemos em uma sociedade extremamente machista esse dia não faria o menor sentido.

    Entretanto confesso que seu texto me emocionou. Você conseguiu fazer deste dia vergonhoso para toda a sociedade um dia para dizer a cada uma das mulheres da sua vida o quanto são especiais para você. Em suma, você "pegou um limão e fez uma limonada". Parabéns por saber amar. Poucos sabem.

    Um grande abraço!

     
  • At 15:34, Blogger João Flávio Resende said…

    Carmen,

    Uma colega de trabalho disse que o fato de ainda existir uma data para comemorar o Dia Internacional da Mulher significa que as mulheres continuam em desvantagem.

    Obrigado pelo seu comentário, que é mais especial ainda por partir de você, uma pessoa que ainda conheço pouco mas que já admiro há algum tempo por características que considero raras.

    Beijo e felicidades.

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home