Diálogo Interativo

Espaço para troca de ideias sobre diversos assuntos, com destaque para atualidades, comunicação, política, educação e relações humanas.

30 abril, 2010

Falar nem sempre é o melhor

Lembrei de duas músicas de Lulu Santos, das quais gosto desde sempre. Exaltam ao mesmo tempo o que considero duas preciosidades da vida: o amor e o silêncio. Compartilho com meus leitores. Bom fim de semana.

Apenas mais uma de amor

Eu gosto tanto de você que até prefiro esconder
Deixa assim ficar subentendido
Como uma ideia que existe na cabeça
E não tem a menor obrigação de acontecer.

Eu acho tão bonito isso de ser abstrato, baby
A beleza é mesmo tão fugaz
É uma ideia que existe na cabeça
E não tem a menor pretensão de acontecer.

Pode até parecer fraqueza, pois que seja fraqueza então
A alegria que me dá, isso vai sem eu dizer
Se amanhã não for nada disso, caberá só a mim esquecer
O que eu ganho e o que eu perco, ninguém precisa saber.


Certas coisas

Não existiria som se não houvesse o silêncio
Não haveria luz se não fosse a escuridão
A vida é mesmo assim, dia e noite, não e sim.

Cada voz que canta o amor não diz tudo que quer dizer
Tudo que cala fala mais alto ao coração
Silenciosamente, eu te falo com paixão.

Eu te amo calado, como quem ouve uma sinfonia
De silêncio e de luz
Nós somos medo e desejo, somos feitos de silêncio e som
Tem certas coisas que eu não sei dizer.

4 Comments:

  • At 07:27, Anonymous Anônimo said…

    Prezado João,

    O AMOR e o SILÊNCIO são realmente duas preciosidades da vida. São compatíveis? Podem ser vividas a mesmo tempo? Dúvidas constantes...
    AMOR: sentimento avassalador, imponente...
    SILÊNCIO: necessário, mas traz o receio, o medo juntos...
    Amar em silêncio? Se silenciar porque existe amor?
    Situações que são difíceis para quem as vive.
    Por que não simplesmente AMAR? Pq não deixar o SILÊNCIO para os momentos oportunos?
    Duas palavras conflitantes que podem render mt, magoar mt...

    Abraços,

    Eu.

     
  • At 16:47, Blogger João Flávio Resende said…

    Caro (ou cara),
    A compatibilidade entre um e outro pode até ser discutida. Talvez, na maioria dos casos, seja mesmo difícil levar os dois ao mesmo tempo, mas em alguns momentos podem se misturar bem, como banana e leite, duas coisas que amo comer/beber juntas desde criança.
    Abraços.

     
  • At 23:38, Blogger Alex Manzi said…

    Caríssimo João,

    Belíssimas escolhas do vasto repertório de Lulu Santos.

    Já parou pra pensar que Apenas mais uma de amor versa sobre um amor platônico, que o ente prefere esconder, pois ninguém ficará sabendo o que ele vai perder ou ganhar com isso?

    Abraço apertado.

     
  • At 10:06, Blogger João Flávio Resende said…

    Manzi,
    Sim, é justamente a essência da letra, que traz até um certo conformismo.
    Abraços, e avise quando tiver show seu!

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home